Comportamento e Projeto de Estruturas de Aço

Comportamento e Projeto de Estruturas de Aço Edição 1

Autor(es): By Pedro Colmar G. da Silva Vellasco and Sebastião Andrade
ISBN: 9788535239638
Data de publicação : Mar 18, 2016
Nº de páginas: 408
Preço de varejo sugerido:
  • BRL: R$129.00

  • Descrição
  • Sobre o autor(es)
  • SUMÁRIO
Descrição

Características

  • Traz conceitos integrados;
  • Estudo de caso;
  • Apresenta normas Brasileiras, Canadenses, Européias e Americanas;
  • Ensina o estudante a projetar estruturas com base em exemplos reais.
Sobre o autor(es)
By Pedro Colmar G. da Silva Vellasco and Sebastião Andrade
SUMÁRIO
Capítulo 1 – Introdução ao Projeto de Estruturas de Aço. 1
1.1 Introdução. 1
1.2 Estados Limites. 3
1.3 Método dos Estados Limites. 4
1.4 Ações.6
1.5 Coeficiente de resistência.9
1.6 Exemplos de Combinação de Ações para os Estados Limites Últimos. 13
1.7 Referências bibliográficas. 18
Capítulo 2 – Aços Estruturais. 19
2.1 Ensaio à Tração Simples. 19
2.2 Ductilidade. 23
2.3 Estados Múltiplos de Tensão. 23
2.4 Tenacidade e Ruptura Frágil. 29
2.5 Fadiga. 30
2.6 Corrosão e Soldabilidade. 30
2.7 Tipos de Aços Estruturais. 31
2.8 Produtos de Aço Estrutural. 31
2.9 Problemas Propostos. 32
2.10 Referências Bibliográficas. 32
Capítulo 3 – Membros Tracionados. 33
3.1 Tensão Residual. 33
3.2 Imperfeições. 35
3.3 Furos e Área Líquida. 36
3.4 Área Líquida Efetiva (Ae). 39
3.5 Estados Limites e Normas de Projeto. 41
3.6 Exemplos e Procedimentos de Projeto. 43
3.7 Problemas Propostos. 46
3.8 Referências Bibliográficas. 46
Capítulo 4 – Parafusos e Soldas. 47
4.1 Parafusos. 47
4.2 Resistência de Parafusos. 50
4.3 Solda. 56
4.4 Dimensionamento de Ligações Simples. 65
4.5 Problemas Propostos. 86
4.6 Referências Bibliográficas. 89
Anexos do Capítulo 4. 90
Capítulo 5 – Barras Comprimidas. 95
5.1 Flambagem Elástica. 95
5.2 Imperfeições Iniciais. 99
5.3 Plasticidade e Tensões Residuais. 101
5.4 Normas e Especificações. 105
5.5 Comprimento Efetivo de Colunas. 108
5.6 Dimensionamento de Colunas. 115
5.7 Problemas Propostos. 120
5.8 Referências Bibliográficas. 122
Capítulo 6 – Placas Comprimidas – Flambagem Local. 123
6.1 Equação da Flambagem Elástica de Placas. 123
6.2 Carga de Flambagem Elástica de Placas. 125
6.3 Flambagem Local de Placas aplicada ao projeto de Colunas. 129
6.4 Considerações Finais. 130
6.5 Problemas Propostos. 132
6.6 Referências Bibliográficas. 132
Capítulo 7 – Vigas . 133
7.1 Relação Momento/Curvatura para Vigas. 133
7.2 Relação Momento/Curvatura para Vigas. 139
7.3 Flambagem Lateral em Vigas. 144
7.4 Resistência a Flexão de Vigas. 152
7.5 Resistência ao Esforço Cortante. 152
7.6 Dimensionamento de Vigas. 159
7.7 Problemas Propostos. 168
7.8 Referências bibliográficas. 170
Capítulo 8 – Vigas-Colunas. 171
8.1 Introdução. 171
8.2 Resistência de Vigas-Colunas no Plano de Flexão. 171
8.3 Flambagem Local em Vigas-Colunas. 176
8.4 Resistência de Vigas-Colunas Fora do Plano de Flexão. 177
8.5 Resistência de Vigas Sujeitas a esforços a Tração e Flexão. 178
8.6 Considerações Finais. 181
8.7 Problemas Propostos. 183
8.8 Referências bibliográficas. 183
Capítulo 9 – Estabilidade Global de Pórticos. 185
9.1 Introdução. 185
9.2 Análise Linear Elástica. 185
9.3 Análise P-D. 186
9.4 Método Simplificado U2. 187
9.5 Exemplo de uma Análise Através do Método P-D. 190
9.6 Exemplo de uma Análise de Segunda Ordem Através do Método Simplificado U2. 194
9.7 Considerações Finais. 198
9.8 Problemas Propostos. 199
9.9 Referências bibliográficas. 199
Capítulo 10 – Construção Mista. 201
10.1 Introdução. 201
10.2 Largura e Seções Efetivas para a Laje de Concreto. 204
10.3 Influência do Método Construtivo. 207
10.4 Conectores de Cisalhamento. 208
10.5 Resistência de Vigas Mistas. 213
10.6 Dimensionamento de Vigas Mistas. 231
10.7 Pisos Mistos com Vigas de Inércia Variável. 238
10.8 Comportamento de Vigas Mistas em Regiões de Momento Negativo. 246
10.9 Utilização de Deck Metálico. 248
10.10 Resistência Longitudinal ao Cisalhamento de Lajes Maciças ou Mistas. 252
10.11 Dimensionamento de Colunas Mistas. 253
10.12 Considerações finais. 258
10.13 Problema Proposto. 259
10.14 Referências bibliográficas. 259
Capítulo 11 – Vigas de Alma Esbelta . 261
11.1 Introdução. 261
11.2 Pré-dimensionamento. 262
11.3 Resistência à Flexão. 263
11.4 Resistência ao Esforço Cortante. 269
11.5 Interação Flexão e Cisalhamento. 274
11.6 Resistência de Enrijecedores Transversais. 278
11.7 Problema Proposto. 299
11.8 Referências bibliográficas. 299
Capítulo 12 – Ligações Estruturais. 301
12.1 Introdução. 301
12.2 Filosofia de Projeto de Ligações. 302
12.3 Ligações das Vigas com as Colunas. 305
12.4 Sistemas de Classificação de Ligações Viga versus Coluna. 310
12.5 Ligações Viga Coluna Semirrígidas. 314
12.6 Ligações Viga versus Coluna e Viga versus Viga Flexíveis. 319
12.7 Ligações Viga Coluna Rígidas. 340
12.8 Placas de Base. 371
12.9 Referências bibliográficas. 389